Nota sobre protesto dos caminhoneiros

A Pharlog Transportes, atenta aos acontecimentos e desenrolar do movimento instalado no Brasil pelos caminhoneiros se manifesta através desta nota.

Em respeito aos nossos clientes, funcionários, colaboradores, parceiros e ao Brasil, a Pharlog informa que nos dias 28 a 30 estará centrada em atividades administrativas, organizacionais, planejamento e comerciais.
A Pharlog atua com veículos leves movidos a gasolina e álcool. E ainda que fossem a diesel, há também falta. O gás natural não é uma opção em nossas frotas.

Mesmo entendendo a latente participação de grandes empresas do setor transportes na manifestação, o que pode significar a prática de locaute , a Pharlog entende a delicadeza do momento.
A paralisação ou greve, que preferimos chamar de mobilização, torna-se legítima ao passo que é congruente com uma realidade dura vivida pelo povo brasileiro. O Diesel e a gasolina estão presentes em grande parte dos bens de consumo essenciais.
Oneram a população os impostos, os combustíveis, o entreguismo internacional, a corrupção, a qualidade das estradas, a burocracia e o aumento intervencionista do Governo nos negócios.
Longe de defender o estado mínimo, a ausência de regulação ou oportunismos políticos que pedem a intervenção militar, a Pharlog se posiciona ao lado dobem estar da população brasileira.
Ser especialista em Saúde requer olhar crítico, profundo, literário, científico, do cotidiano. Requer, ainda, que nos coloquemos no lugar da população, dos doentes, dos necessitados e do cidadão comum que é humilhado diariamente.
Acreditamos que nosso país possa ser melhor e defendemos a participação popular diária, a educação pública de qualidade, a saúde pública de qualidade e os direitos constitucionais em sua plenitude.
Desta feita, a Pharlog acompanhará o desenrolar da crise atentamente e abastecerá seus veículos mediante a segurança necessária, preços compatíveis e condições normais de atuação.
Retornaremos às atividades normais conforme normalização do Brasil ou nos adaptaremos às condições que forem impostas.

Ricardo Murça
Diretor – Pharlog Transportes